loader

O estudante americano Avi Schiffmann, aos 17 anos de idade, criou um dos sites de monitoramento do coronavírus mais populares do mundo, o ncov2019.live, que mostra através de um mapa onde o surto tem sido mais forte, a porcentagem de mortes, os casos ativos e críticos e também quantas pessoas já se recuperaram da doença. 

A plataforma é atualizada constantemente com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) e de sites dos governos dos países. O site recebe cerca de 30 milhões de visitantes por dia.

No final da última semana, Avi revelou que recusou uma oferta milionária foi feita por uma empresa que pretendia ter o controle editorial do site e mantê-lo apenas como programador, colocando anúncios visando os milhões de visitantes. O valor oferecido para o estudante foi de 8 milhões de dólares (aproximadamente 44 milhões de reais na cotação atual).

O motivo para recusar a proposta, segundo o estudante, foi não querer se aproveitar a situação, e o fato de também não querer estar sob contrato para manter o site rodando ou para fazer mudanças que ele não concorda.

Ele declarou para o site Business Insider:
“Eu só tenho 17 anos, eu não preciso de 8 milhões de dólares. Não quero me aproveitar dessa situação”.

De acordo com Avi,  o faturamento seria muito maior se ele colocasse seus próprios anúncios, mas “esse não é o foco do website”.


fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *