loader

Zao é um novo aplicativo chinês que se tornou viral em menos de uma semana. Nele, os usuários podem trocar os rostos com os de celebridades em cenas de filmes, programas de TV e videoclipes, com um resultado super realista. Para isso, a pessoa fornece à plataforma uma série de selfies em diferentes posições, executando diferentes ações (sorrindo, piscando, mexendo os lábios, fazendo diversas expressões faciais e etc).

Porém, como aconteceu há alguns meses atrás com o FaceApp, questões de privacidade, uso de dados e até mesmo do mau uso do aplicativo já estão sendo debatidas.

Os termos de uso e a política de privacidade do Zao possuem especificações que afirmam que todo os conteúdos gerados pelos usuários são “gratuitos, irrevogáveis, permanentes, transferíveis e relicenciados.”, e isso gerou uma enorme lista de reclamações nas lojas de aplicativos. Após o ocorrido, a Changsha Shenduronghe Network Technology,  empresa que desenvolveu o aplicativo, a, emitiu uma declaração prometendo mudanças em sua política de privacidade. As mudanças já aparecem na nova política de privacidade do aplicativo, que agora afirma não utilizar os dados dos usuários a não ser para melhorias do mesmo.

Além disso, outra preocupação em relação ao uso do aplicativo é a criação de fake news mais bem elaboradas, agora utilizando vídeos para a manipulação de diversos assuntos e difamação de pessoas.

Apesar de tudo, os downloads do Zao continuam a todo vapor, e o aplicativo não para de crescer. O app continua sendo o principal download gratuito na China, de acordo com o provedor de dados do mercado de aplicativos App Annie.

Por aqui, na alexandria.ai, privacidade e dados caminham juntos, na mesma velocidade, abraçados e sem se soltar. Somos #Data4good e #Data4change.

E você, o que acha disso?

FONTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *