loader

COMO USAR A NEUROCIÊNCIA PARA TER A MELHOR UX

Cientistas comportamentais da Harvard Business School demonstraram através de uma série de experimentos que nós somos muito menos racionais do que pensamos. Isso acontece porque o cérebro humano é operado simultaneamente por dois sistemas: o 1 (intuitivo) e o 2 (racional).

Segundo Daniel Kahneman, pesquisador da economia comportamental, o sistema intuitivo é rápido, está permanentemente ligado, consome pouca energia e não requer esforço. Isso que chamamos de intuição é o sentimento responsável por nossas escolhas diárias.

A boa notícia é que esses nossos comportamentos “irracionais” não são aleatórios, eles são sistemáticos, repetitivos e, portanto, previsíveis.


Esse tipo de conhecimento da neurociência, que torna capaz a previsão de como o cérebro humano irá agir quando está utilizando o Sistema 1 (ou agindo por “impulso”), oferece uma vantagem única para quem busca oferecer uma melhor experiência (UX) para o público por exemplo no desenvolvimento de um app.

Baseado nisso, nós unimos 3 aprendizados que podem ajudar uma marca a entregar uma UX cada vez mais intuitiva:

1 – Use e abuse dos testes gratuitos

O free trial oferece ao seu usuário a chance de experimentar e se acostumar com o uso do seu aplicativo. Esse diferencial que aumenta o envolvimento do consumidor com a plataforma.


2. Simplifique as opções do seu app

O cérebro humano é preguiçoso, e fazer escolhas consome energia, por isso quanto menos opções você oferecer a ele, mais fácil será na hora de tomar a decisão, e melhor ele irá aceitar o seu aplicativo. (Por exemplo, restaurantes com o cardápio mais reduzido vendem mais do que os que possuem várias opções no menu).

Limitar as opções e oferecer pacotes ou ofertas pré-formatados torna a decisão mais fácil para o usuário. Apontar qual a opção mais escolhida é outro mecanismo bastante efetivo.

3. Fragmente metas a longo prazo em etapas

Metas fragmentadas aumentam o incentivo (por exemplo, o cérebro humano entende que é mais fácil ler 1 livro por mês do que 12 livros no ano). Isso acontece porque metas com marcações evolutivas nos fazem avançar mais do que um objetivo maior no futuro, e gostamos de sentir que estamos progredindo. 

E lembre-se: entender como seu consumidor pensa é essencial na hora de planejar uma boa UX. Saber como as pessoas fazem escolhas é uma habilidade valiosa!


Quer entender melhor seu consumidor? Mapear seu comportamento e saber o que ele fala da sua marca? Pra isso tem o v-tracker. Conheça a melhor ferramenta de monitoramento do mercado.

FONTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *