É POSSÍVEL MEDIR EMOÇÕES?

Com a behup é! Nossa equipe de neurocientistas desenvolveu o primeiro léxico afetivo brasileiro, uma espécie de dicionário de palavras emocionais. Foi um ano e meio de projeto com a maior coleta de dados desse tipo no mundo.

Com isso, nós conseguimos metrificar o que os brasileiros sentem através das palavras que eles usam para descrever uma experiência. 

Nós batemos um papo com nossa Head de Neurociência Attalya Felix para entender qual é a importância de metrificar emoções e como isso é feito. Confira:

BTB: Qual é a importância de metrificar emoções?

Attalya: É importante metrificar emoções para realmente conhecer uma população. Elas são uma interpretação do estado do nosso corpo no mundo. Ou seja, são elas que nos informam se algo que eu acabei de fazer, ou se algo que acabaram de fazer comigo, é bom ou ruim para o meu organismo. Nós podemos até não perceber, mas é um fenômeno contínuo. É nosso corpo reagindo a qualquer mudança significativa ao nosso redor.

BTB: Como a behup metrifica emoções?

Attalya: A Behup metrifica emoções através de uma ferramenta que coleta relatos em texto ou em voz e extrai desses relatos qual a carga de cada uma das emoções presentes nas narrativas. Essa ferramenta tem dois diferenciais dos quais me orgulho muito: [1] ela não é uma mera tradução de ferramentas estadunidenses e europeias. Ela foi construída levando em conta o vocabulário brasileiro. [2] ela não se baseia numa teoria da década de 70 como as próprias ferramentas estrangeiras fazem, ela incorpora a teoria do afeto construído da Lisa Barrett, que é o que há de mais avançado na neurociência do afeto.

BTB: Como metrificar emoções pode ajudar a sociedade como um todo?

Attalya: A metrificação de emoções pode ajudar a sociedade brasileira de inúmeras maneiras. Já ouvi pesquisadores brasileiros de destaque internacional na área da saúde mental ansiosos por verem métricas como essa sendo aplicadas a estudos clínicos. Em termos de políticas públicas podemos entender, na vastidão desse país, o bem-estar da população. Podemos ir além da opinião e entender em que grau cada acontecimento marca verdadeiramente a vida do brasileiro.

Quer entender melhor sobre como funciona esta solução da behup e quais são seus diferenciais? Assista o nosso vídeo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *