A ByteDance, empresa que controla a rede social chinesa TikTok, entrou com uma petição em um Tribunal de Apelação dos Estados Unidos pedindo uma revisão das últimas sanções ao aplicativo. 

O presidente dos EUA, Donald Trump, que está envolvido numa disputa comercial de longa data com a China, emitiu uma ordem executiva no dia 6 de agosto proibindo transações nos EUA com os donos dos aplicativos de mensagens WeChat e do TikTok.

Tanto a ByteDance quanto a TikTok estão buscando um julgamento “declaratório” e uma ordem “invalidando e proibindo preliminarmente e permanentemente as Proibições e a ordem de 6 de agosto”, de acordo com a reclamação.

A queixa ByteDance também apresenta preocupações sobre a segurança dos usuários do app nos EUA, devido a uma ordem do governo Trump, que entraria em vigor hoje, referente à venda de ativos do TikTok para empresas e investidores do país.

Na declaração, a empresa também nega as acusações de que forneceria dados pessoais de cidadãos ao governo da China.

FONTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *